“Ser um pastor para minha esposa e meu filho é a minha maior alegria” – Samuel Mizrahy

Indicado há duas categorias do Troféu Promessas, Samuel Mizrahy é uma expressão da música gospel brasileira tanto pela poesia e musicalidade como pela experiência

 

Nascido num lar cristão, Samuel Mizrahy cresceu ouvindo canções, salmos e poemas feitos pela mãe e irmãos. Logo cedo aprendeu a tocar violão e na adolescência foi fortemente inspirado e encorajado pelos ministérios que integrou. Na juventude já fazia parte de uma banda na qual cantava suas próprias canções. “Graças a Deus, sempre fui cercado de pessoas e palavras inspiradoras que me nortearam em tudo. Se hoje tenho um ministério sólido é por causa de todas as sementes boas que foram plantadas no meu coração”, afirma o cantor, indicado na categoria “Revelação” e “Melhor Clipe” do Troféu Promessas.

No último ano, lançou o álbum “Samuel Mizrahy – AO VIVO” gravado na Igreja Batista do Povo, São Paulo (SP), que é um registro da sua caminhada. Em outubro lançará com cinco amigos o CD intitulado “conVERSOS”, que foi um outro grande registro de uma noite de adoração.

Há um ano integrado ao cash da Gravadora Salluz, expressa a alegria de compor o grupo: “Tem sido um tempo muito precioso para mim. Vejo de perto que existem pessoas realmente interessadas em fazer o melhor para Deus. Minha caminhada com eles é sempre uma festa. Em todos os departamentos há pessoas comprometidas com a Palavra de Deus. É muito bom poder ter amigos torcendo por nós.”

A respeito de sua participação na primeira edição do Troféu Promessas ele diz se “sentir privilegiado em estar no meio de tantas pessoas que admira e ainda acredita que mais do que o reconhecimento de um trabalho, a premiação é o reconhecimento dos frutos desse trabalho”. Animado, ainda completa: “É isso que o Troféu Promessas está se propondo a fazer e participar de um evento tão importante me deixa muito feliz. Meu desejo é que um evento deste porte seja uma grande oportunidade para que todos vejam que o povo de Deus é feliz, unido e faz de tudo para que o Seu nome e as Suas obras sejam vistas.”

Além da indicação pelo clipe “Faça Morada”, ele também concorre como “Revelação”: “É um sonho realizado. Um dia recebi uma promessa de Deus que isso ia acontecer e hoje vejo como a fidelidade Dele se cumpre em minha vida. Se todos puderem ver em mim um imitador de Cristo vou estar cumprindo a carreira que me foi proposta por Deus.”

Para quem sabe e já trilhou os primeiros passos da caminhada da música cristã, Samuel entende e experimenta diariamente que os caminhos de Deus são mais altos do que os nossos, como a própria Bíblia diz. “Só quem já teve um começo sabe como é difícil fazer com que seu trabalho chegue a todos os lugares. Ver um projeto feito com tanta dedicação sendo divulgado em um veículo tão importante quanto a Rede Globo é um presente do céu. Acredito que quando se lê ‘REDE GLOBO’ em qualquer evento, entende-se que há credibilidade e isso, para um evento de premiação, é fundamental”, afirma.

Para ele, “a música cristã ganha em tudo, reconhecimento de um trabalho, exposição de artistas e o principal, o nome de Deus sendo propagado. A música brasileira gospel é rica e plural. É uma fonte de arte e cultura”.

Samuel não tem o canto e a composição apenas como profissão, mas também como propósito viver a música em sua totalidade: “Para muitos, talvez isso possa ser um grande peso, mas para mim é viver. Quando canto, lembro-me de onde fui tirado e para onde fui levado pela misericórdia e amor de Deus. Então, a melhor coisa é cantar as experiências que tenho vivido com Deus e o resultado do que Ele fez e faz em mim o tempo todo. Se um dia eu não conseguir fazer isso será um grande fracasso.”

Pela experiência do músico, pode-se afirmar que técnica e unção devem sempre andar juntas: “Técnica para mim tem a ver com fazer o melhor sempre, buscar a excelência para um Deus excelente. E se tudo é feito com oração e dedicação, Ele sempre irá receber o que merece, nada menos do que, apesar das nossas limitações, o melhor.”

Para aqueles que aspiram a ser ministros de louvor, Samuel Mizrahy deixa a dica de que primeiro é preciso inspirar: “Se pensarmos que ser levita é ser um servo, vamos melhorar o serviço a Deus e à Sua Igreja. Busque a Deus, somente a Deus. Ele é quem estabelece reis sobre a Terra. Ele quem levanta e capacita. O resto virá se for da vontade Dele e será sempre para glória Dele e para Ele, cumprindo a Palavra do Senhor em Atos 20.24.”

Além de cantor, ele é publicitário e ainda ministra em outros lugares país afora. “Ás vezes tenho que deixar minha família e esse é meu grande sacrifício. Mas tem valido à pena ver pessoas restauradas e vivificadas pelo meu testemunho em Cristo, essa é a minha recompensa.” E ainda explica: “O maior desafio é conseguir viver o que eu prego nas igrejas dentro da minha casa. Para mim, receber testemunhos de irmãos que me viram em suas igrejas é um grande incentivo para continuar, mas conseguir ser um pastor para minha esposa e meu filho é a minha maior alegria.”

Com gratidão, ele finaliza: “Fico muito feliz quando recebo um recado de alguém que votou em mim e diz que fez isso por acreditar que o que tenho feito, vivido e cantado tem verdades vindas do Pai. Agradeço de coração pelos votos e pelo apoio que tenho recebido. Tenham certeza de que tudo isso é um grande incentivo para que eu continue compondo, me aprofundando na Palavra e no conhecimento de Deus para abençoar Seu povo e glorificar Seu nome. Muito obrigado por me deixarem fazer parte do Troféu Promessas!

 

Quartel Design – Assessoria
Por Thalita Daher | Capitã de Comunicação
E-mail: thalita@quarteldesign.com
Site: www.quarteldesign.com
Twitter: @quarteldesign